Desenlace
Fórum dos leitores, Estadão, 16/03.
AGUARDANDO O DESENLACE
Ainda embalada pela lufada de esperança das manifestações do último domingo, que clamaram pelo impeachment de Dilma Rousseff e exigiram um “basta” no insólito ambiente de corrupção que permeia a política e a atuação dos políticos, repelidos durante os protestos, a sociedade brasileira se vê sobressaltada diante de incríveis revelações que não param de espocar, fazendo com que os fatos já muito desagradáveis divulgados no dia anterior sejam até encarados como normais. Além de ser obrigada a engolir, impotente, o vergonhoso convite formulado a Lula, associado à sua covarde possível aceitação, para ocupar um cargo de ministro, mascarado sob o pretexto de auxiliar a articulação política do Planalto, com o objetivo real, no entanto, de conceder ao ex-presidente um foro privilegiado, o Supremo Tribunal Federal (STF), e dar outro rumo às investigações pelas quais já responde, fato raramente verificado nos procedimentos de justiça dos países que se guiam pelo Estado Democrático de Direito, a população, sem tempo de tomar fôlego, é impactada pela perplexidade da delação premiada do senador Delcídio Amaral, que acaba de ser homologada, tornando públicos detalhes ainda mais macabros envolvendo o governo e o partido que o inspira, com consequências escatológicas. O Brasil, com sua economia alquebrada, se pergunta o que de mais estarrecedor poderá ocorrer e, ao mesmo tempo, aguarda as iniciativas dos representantes no Parlamento, eleitos pela mesma sociedade que exigiu nas ruas o desenlace do presente pesadelo. 
Paulo Roberto Gotaç 
Rio de Janeiro
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar