"A petulância do PT chegou ao apogeu" - Artigo de Lêda Tâmega
O governo do PT ultrapassou os limites das obrigações e das restrições que lhe impõe a Constituição Federal como credenciais para continuar governando o Brasil. A organização criminosa que a Lava Jato vem desnudando dia a dia, não contém o ímpeto do seu rolo compressor sobre as instituições da República sob nenhuma hipótese. A vergonhosa trama urdida nos últimos dias para livrar o covarde chefe da quadrilha das garras da justiça afronta a Nação: menospreza a voz de mais de 6 milhões de brasileiros que pediram o impeachment de Dilma Rousseff, a prisão de Lula e a saída do PT do poder; que gritou contra a corrupção; que hipotecou total apoio às investigações da Lava Jato, à PF, ao MPF e ao Juiz Sérgio Moro.

Estão zombando das leis, da democracia e do Estado de Direito vigente no Brasil. Essa corja não tem freios. Desconhece o que seja decência, dignidade, honradez, integridade. Trabalha sob as regras da propina, da compara de consciências e de votos, do esbanjamento do dinheiro público com propaganda falsa para manter cativa uma massa de semianalfabetos, escravizada a poder das migalhas com que mantém o pão de cada dia. Gente sem perspectivas, porque os serviços básicos de educação de qualidade, saúde pública, transporte urbanos, saneamento básico, lhes são negados. Não é de admirar, quando sabemos que a principal promessa de Lula na campanha de 2002 era a de que ele garantiria que "todos os brasileiros passariam a comer 3 vezes ao dia". Um prato de comida pela manhã, outro à tarde e um outro à noite. Essa mediocridade política não impediu que não só os mais pobres, mas muita gente graúda, além dos oportunistas de sempre, endossassem a chegada dessa quadrilha ao poder.

Hoje, 13 anos depois, a malta está fechando os últimos detalhes de um crime de alta traição ao país, nas barbas do Poder Legislativo, do Judiciário, do Ministério Público e da Política Federal, já que acabam de nomear meliantes, pessoas sob investigação do MP acabam de nomear meliantes, pessoas sob investigação do MP, outras denunciadas em delações premiadas, para os mais altos cargos do Poder Executivo, ação essa que só objetiva livrar esses bandidos das mãos do Juiz Sérgio Moro. Querem driblar a justiça, obrando criminosamente à luz do dia, uma máfia em plena atividade, sem o menor pudor. Um escárnio ao povo desta Nação. São como um bando de ratos, altas horas da noite, devorando os restos do jantar que sobraram sobre a mesa. E a Nação assistindo estarrecida a esse convescote repugnante.

Alguém vai se manifestar? Onde está a Justiça deste País?
Será que o Basta do dia 13 de Março foi de mentirinha?
Vamos aguardar os próximos ataques de braços cruzados?
Parece que estamos num país sem leis.
 
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar