A cirurgia para reduzir a impunidade

07 de Outubro de 2016

A cirurgia para reduzir a impunidade

Por Mario Sabino

O fim do foro privilegiado é tão urgente quanto a decisão de prender condenados em segunda instância, felizmente ratificada pelo STF.

Hoje, Teori Zavascki rejeitou o pedido da PGR para desmembrar o inquérito em que Dilma Rousseff é investigada por obstrução da Justiça. O ministro a livrou de enfrentar Sérgio Moro. O argumento é que o imbróglio está ligado a Navarro Dantas, ministro do STJ que Dilma nomeou para tentar livrar Marcelo Odebrecht da cadeia. Como Navarro Dantas goza de foro privilegiado, o benefício foi estendido à ex-presidente da República. Dá para imaginar a celeridade que se dará ao tema.

A maioria dos ministros do STF fica muita brava quando se diz que o foro privilegiado é um benefício. Data vênia, a realidade mostra que se trata mesmo de um ótimo negócio para políticos corruptos.

A Lava Jato é um exemplo fulgurante. Nenhum político foi condenado até agora pelo STF, enquanto Sergio Moro já mandou para a cadeia vários participantes do petrolão. Por que, afinal de contas, Dilma tentou nomear Lula para a Casa Civil? Eu sei que você sabe, mas não custa repetir: para lhe dar foro privilegiado e, assim, obstruir o trabalho da Justiça. A Justiça é Sergio Moro.

O caso de Fernando Pimentel é outro escândalo. Há provas abundantes para que o governador de Minas Gerais seja processado por corrupção e outros crimes. O STJ, contudo, determinou que a Assembleia Legislativa do estado, dominada por Pimentel, é que deve dar permissão para que a Justiça apure as lambanças do petista. O STF pode reverter a decisão do STJ. Pode. Não existe garantia de que o fará.

Há também Renan Calheiros, que chegou a acumular doze inquéritos no Supremo. Atualmente, salvo engano, eles somam nove. E nenhum foi para a frente. O Supremo se desculpa afirmando que não tem "vocação penal”. Engraçado, ninguém tinha percebido.

O senador Roberto Rocha, do PSB do Maranhão, é o relator da PEC do fim do foro privilegiado. Ele acaba de pedir licença para cuidar da saúde, depois de desfigurá-la com a sugestão de criar varas especiais para processos envolvendo políticos. Quer substituir um foro privilegiado por vários.

Roberto Rocha licenciou-se para recuperar-se de uma cirurgia de redução do estômago. O fato de o assunto ter sido jogado para as calendas só reforça a certeza de que o fim do foro privilegiado é a única cirurgia capaz de reduzir o apetite dos políticos pela impunidade. Daí a sua urgência.

Reunião de Pauta - 07.10.2016 - Amigo fatiado

 [Acesse o vídeo aqui]


LINK RECOMENDADO
A PEC do Teto dos Gastos será votada no plenário da Câmara dos Deputados na próxima semana. Movimentos de esquerda e minorias estão se organizando para sabotar o projeto. Precisamos mostrar que a opinião pública está ao lado da responsabilidade fiscal. Pedimos seu apoio ao abaixo-assinado a favor da PEC 241 para mudar o Brasil.

 O MELHOR DO DIA

Teori livra Dilma de Moro

A Veja informa que Teori Zavascki rejeitou pedido da PGR para desmembrar o inquérito contra Dilma Rousseff por obstrução da Justiça. Rodrigo Janot queria que a petista fosse julgada... [leia mais]

- Dois pesos, duas medidas


Rédeas em Marcelo Odebrecht

O Antagonista soube que Marcelo Odebrecht não pode conversar com os integrantes da Lava Jato sem autorização prévia da família e dos advogados. Eles temem que MO... [veja mais]

- A "guerrilheira" nos emails da Odebrecht


Geddel diz que PEC 241 será votada na segunda

Em conversa com O Antagonista, o ministro da secretária de governo, Geddel Vieira Lima, disse que a falta de quórum hoje na Câmara para debater a PEC do Teto foi "um acidente de percurso". No entanto, ele lamenta que... [leia mais]

- Geddel: Se não aprovar PEC 241, governo terá que subir impostos 
- Geddel: Queremos amadurecer a reforma da Previdência 
- Jandira aciona o STF contra a PEC do Teto


PEC sem quórum

A PEC 241 é tão imprescindível que os aliados de Michel Temer abandonaram Brasília e deixaram o governo na mão. Diz o Estadão: "O governo não conseguiu convencer..." [veja mais]

- PEC do Teto: "Revolução fiscal" 
- Calma, nem tudo está perdido

Gleisi vai dar trabalho

Gleisi Hoffmann pautou para a próxima terça-feira uma audiência pública sobre a PEC do Teto na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. Gleisi... [leia mais]

- Aliás...

Gleisi, "a raposa no galinheiro"

Ronaldo Caiado a O Antagonista sobre Gleisi Hoffmann, ré por corrupção e lavagem de dinheiro no STF, presidir a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado: "É a velha história de raposa..." [veja mais]

- Presidenta Gleisi

Amigo desaparecido

Já se passaram seis dias. E o amigo continua desaparecido. Nenhum jornal até agora citou o relatório da PF em que Lula é identificado como o "amigo" que recebeu propina... [leia mais]

- Lula de malas prontas

PEC do fim do foro emperrada

Roberto Rocha, relator da PEC que pede o fim do foro privilegiado, pediu licença de quatro meses do Senado "por motivos particulares". Com isso, a proposta fica... [veja mais]


Quando Edinho dirá adeus a Moro?

Edinho Silva sairá das mãos de Sérgio Moro em meados de dezembro, quando o petista será diplomado prefeito de Araraquara, informa Lauro Jardim. Então, seguirá para o TRF o inquérito que corre contra ele por achacar empreiteiras na campanha de Dilma em 2014.

Meirelles é popular... lá fora

Uma palestra do ministro da Fazenda, em Washington, organizada pelo banco americano JPMorgan, reuniu cerca de 800 inscritos. Segundo os organizadores, recorde público do seminário. Todos interessados... [veja mais]

Agamenon: O bispo vai pegar!

Estas eleições foram muito malucas. A falta de dinheiro foi generalizada. O governo passado raspou os cofres públicos e milhões de candidatos desempregados tiveram que vender bala no sinal para juntar algum qualquer e, assim, poder comprar... [leia mais]

LINK RECOMENDADO
Receba a newsletter de investimentos mais lida do Brasil
O Mercado em 5 Minutos é a principal newsletter gratuita da Empiricus, lida por mais de 2 milhões de leitores!

 


ACESSE AQUI PARA SE CADASTRAR

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar