A Pequenez de um ex-presidente
Gostando ou não gostando, você é cidadão(ã) brasileiro(a) e não pode ignorar!
=======================================================
Enfim, Lula trocou a retórica falaciosa pelo revanchismo ideológico e retrógrado.
Diante das grotescas declarações do ex-presidente Lula, lá em Bogotá, os "comandantes militares" ficaram com a broxa nas mãos e sem a escada perante a tropa.
Por ser conivente com falcatruas e mentiras, e muito burro para entender os avanços da tecnologia, especialmente no que tange ao tamanho do mundo antes e depois da Internet, Lula achou que por estar em outro país poderia dizer o que bem quisesse.
Em Bogotá, ao ser perguntado sobre a reação negativa dos militares com a escolha de Celso Amorim para a Pasta da Defesa, declarou com todas as letras:
"Eu não sei se cabe a esses militares gostarem ou não gostarem. Ela (Dilma) é a chefa suprema das Forças Armadas, indicou o ministro e acabou, não se discute. ESTOU CAGANDO E ANDANDO PARA ESSES CARAS (os militares). No meu governo, tiveram que me aguentar e viviam me enchendo o saco, pedindo migalhas de reajuste. Pediam uma coisa, eu enrolava e nunca dava o que eles pediam; depois dava uma esmola qualquer e não me sacaneavam mais. Não tenho medo deles; nunca tive. Ele (Celso Amorim) vai dar um jeito naquele troço (Ministério da Defesa)."
Do alto de sua sandice, Lula assinou os termos do revanchismo que até então não era declarado. Por outro lado, deu também um atestado de omissão, subserviência, cegueira, incompetência e pior ainda, de covardia em nome dos comandantes das três forças.
De agora em diante, com todas as máscaras no chão e os ranços do autoritarismo PTista à flor da pele, tudo em prol de um Plano de Poder e Dominação de Massas, a classe militar não tem mais como assistir passivamente a marcha da irracionalidade ideológica a caminho do abismo.
Se fosse pela vontade dos atuais mandatários, as Forças Armadas nem existiriam mais. Ainda não conseguiram esse intento por uma única razão: eles, querendo ou não, as Forças Armadas são uma Instituição com os maiores índices de credibilidade a aceitação perante a sociedade.
Se assim não fosse, certamente já teríamos instituída no país a Guarda PreToriana Nacional.
Diante de tudo isso, o que a classe militar poderá esperar do atual governo?
Absolutamente nada.
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar