Aprenda a reconhecer os primeiros sinais de câncer!

Um diagnóstico precoce frequentemente aumenta de maneira significativa a possibilidade de sucesso na batalha contra o câncer. No entanto, muitos sintomas de câncer são comuns a outras doenças, levando os médicos a diagnosticarem inicialmente essas doenças e não o câncer que nelas se esconde.

Existem muitos hospitais especializados em reconhecer e tratar diversos tipos de câncer, inclusive insituições públicas. Clique aqui para conhecer os 10 hospitais do câncer mais renomados do Brasil. Ao terminar de ler este artigo, você saberá sintomas de nove tipos de câncer e deverá manter-se alerta em relação a você mesmo e às pessoas que você ama.
Observação: A primeira coisa a ser feita quando houver persistência destes sintomas é consultar um médico imediatamente. Basta clicar no menu abaixo para saber sobre as causas, fatores de risco e sintomas de 9 tipo de câncer.
Índice:
1. Câncer colorretal
Câncer colorretal é considerado uma das formas mais fatais de câncer no Ocidente, e manifesta-se através do crescimento nos tecidos do cólon e/ou reto. Quando diagnosticado precocemente, a taxa de sucesso do tratamento é muito alta. Só no Brasil, há cerca de 30 mil casos novos e 15 mil mortes provocadas por esse tipo de câncer todos os anos. Se detectado precocemente, é tratável e curável, na maioria dos casos. Adotar um estilo de vida saudável e ativo, com uma dieta rica em fibras, bem como evitar bebidas alcoólicas e carne processada podem reduzir a possibilidade de desenvolver este tipo de câncer.
 
1.1 Câncer no cólon: Fatores de risco e causas
 
Na maioria dos casos, esse tipo de câncer tem origem em fatores genéticos, ambientais e dietéticos.  Veja agora alguns fatores que caracterizam o provável aparecimento do câncer colorretal:
 
• Idade – pessoas com mais de 50 correm mais riscos
• Diabetes tipo 2
• Má alimentação
• Obesidade
• Sedentarismo
• Tabagismo
• Alcoolismo
• Histórico pessoal de Polipose Adenomatosa
• Histórico pessoal de doença inflamatória intestinais
• Genética
• Etnia – por razões não comprovadas, judeus de origem europeia têm um dos maiores riscos de câncer colorretal do mundo.
 
1.2 Câncer no cólon: Sintomas
 
O surgimento de sangue nas fezes pode indicar outras doenças do aparelho digestivo, e também um sinal de aviso de câncer no cólon. Se você encontrar sangue fresco nas suas fezes ou se elas são pretas, não ignore.  Consulte o médico coloproctologista. O funcionamento inadequado do sistema digestivo pode levar à diarreia ou à prisão de ventre (constipação intestinal) - que podem ser sintomas de câncer. Se os movimentos dos seus intestinos não funcionarem normalmente por várias semanas, ou não responderem a tratamento médico, pode ser um sintoma de câncer.
 
Outros sintomas:
 
• Diarreia sem associação com o alimento ingerido
• Anemia, fraqueza, cólica abdominal, emagrecimento
• Sangramento pelo reto
• Sensação de evacuação incompleta
• Náusea e vômito?
 
2. Câncer no ovário
 
Este tipo de câncer ataca os tecidos ovarianos e é mais comum em mulheres acima dos 50 anos. Porém, pode surgir em mulheres mais jovens. A origem deste tipo de câncer não está bem clara, mas um dos fatores envolvidos é a herança genética.
 
2.1 Câncer no ovário: Fatores de risco e causas
 
A maioria dos casos de câncer no ovário se desenvolve em mulheres após a menopausa e metade dos casos são diagnosticados em mulheres acima dos 63 anos. No entanto, isso não quer dizer que mulheres mais jovens não devam se cuidar. Confira esse e outros fatores de risco:
 
• Idade
• Obesidade
• História reprodutiva – mulheres que tiveram filhos após 35 anos têm mais chances de contrair a doença
• Medicamentos para fertilidade
• Histórico familiar de outros cânceres
• Histórico pessoal de câncer de mama
• Analgésicos
• Álcool e Tabagismo
 
2.2 Câncer no ovário: Sintomas
 
Sintomas como estufamento, náuseas, prisão de ventre, diarreia, e gases podem ser indicativos de câncer no ovário. Como muitas mulheres experimentam estes tipos de desconfortos no seu sistema digestivo, raramente os atribuem ao câncer. Por isso é importante consultar seu ginecologista para que ele indique os exames necessários.
 
Outros sintomas:
 
• Perda do apetite ou sensação de saciedade em pouco tempo
• Dores na pelve e na área inferior das costas
• Micção frequente
• Sangramento vaginal anormal após a menopausa
• Sonolência
 
3. Câncer de pele
Este tipo de câncer costuma atacar a superfície da pele, de onde se espalha para outras partes do corpo. A principal causa deste câncer é exposição desprotegida à luz solar, particularmente em pessoas de pele clara, no entanto conheça alguns dos principais e mais comuns fatores de risco a seguir.
 
3.1 Câncer de pele: Fatores de risco e causas
 
Cerca de 10% das pessoas com melanoma têm um histórico familiar da doença, por isso é importante que parentes próximos de uma pessoa que já teve câncer de pele faça autoexame periodicamente e evitar a exposição solar sem proteção. Veja outros fatores de risco:
 
• Exposição à radiação ultravioleta (UV)
• Pintas (displásicas e congênitas)
• Pele clara, sardas e cabelos claros
• Histórico individual de melanomas
• Idade
• Gênero (antes dos 50 anos, o risco é maior para mulheres, depois dos 50 anos, o risco é maior para homens
• Pele seca
• Imunidade baixa
 
3.2  Câncer de pele: Sintomas
 
A maioria dos sinais de pele ou pintas são benignas, mas algumas podem indicar câncer de pele. Novas pintas ou sinais, ou mudança em sua cor, forma ou tamanho em pouco tempo (semanas/meses), ou mudança na sua textura - são sintomas de câncer de pele. Mesmo que você não queira fazer testes, é bom ficar de olho. Consulte seu dermatologista, pois um diagnóstico precoce pode salvar sua vida, mesmo em casos de melanomas malignos.
 
Outros sintomas:
 
• Feridas que não cicatrizam
• Pigmentos e manchas que se espalham
• Inflamação e vermelhidão
• Cicatriz com área branca, amarela ou cerosa
• Verrugas em crescimento
• Lesão elevada com superfície áspera
 
4. Câncer de mama
O câncer de mama começa como nódulo(s) pequeno(s) e indolor(es) nas mamas, que mais tarde irão espalhar-se (metástase) pelo resto do corpo. O diagnóstico precoce do câncer de mama aumenta a possibilidade de sobrevivência significativamente.
 
4.1 Câncer de mama: Fatores de risco e causas
 
O câncer de mama é mais comum em mulheres acima dos 50 anos, mas pode surgir em mulheres de qualquer idade. Também é possível ocorrer em homens, mas são casos muito raros. Outros fatores de risco são:
 
• Fatores endócrinos
• História reprodutiva
• Genética
• Histórico familiar de câncer de mama
• Álcool
• Obesidade após a menopausa
• Tabagismo
• Fatores relacionados ao meio ambiente, como radiação ionizante
 
4.2 Câncer de mama: Sintomas
 
O sintoma mais comum de câncer nos seios é o surgimento de nódulos, inchaços ou edemas. Eles não são dolorosos, mas devem ser examinados por um especialista. 
 
Inflamações, nódulos ou afundamentos nos seios
Mudanças visíveis como inflamações, nódulos ou afundamentos nos seios podem ser indicativos de câncer. Mesmo que você os ache quase imperceptíveis, não os ignore. Se for câncer de mama, o diagnóstico precoce pode salvar você.
 
Mamilos: deslocamento / inflamação / secreção
Se a pele do(s) seu(s) mamilo(s) mudar de textura ou tornar-se áspera, se inflamar-se, inchar, mudar de forma e localização (tornar-se plana ou afundar no seio), ou apresentar secreções, pode ser câncer. Se os sintomas não desaparecerem logo, consulte o seu médico.
 
Outros sintomas:
 
• Dor crônica nos seios ou axilas
• Vasos sanguíneos inflamados
• Inchaço das axilas ou clavícula
• Mamas doloridas
 
5. Câncer nos pulmões
Este câncer fatal é comum tanto em homens quanto em mulheres, e se deve ao crescimento desordenado das células nos pulmões, que acabam por destruí-los. As causas mais comuns deste tipo de câncer são o tabagismo e o tabagismo passivo (a pessoa não fumante que convive com fumantes).
 
5.1 Câncer nos pulmões: Fatores de risco e causas
 
O ato de fumar é o fator mais comum, aumentando em 40 vezes a chance de desenvolver câncer de pulmão, se comparado aos não fumantes. Na fumaaça do cigarro existem mais de 5 mil substâncias químicas, das quais cerca de cinquenta são cancerígenas. Conheça outros fatores a seguir:
 
• Tabagismo e tabagismo passivo
• Agentes químicos: arsênico, amianto, asbesto, berílio, cromo, radônio, níquel, cádmio, cloreto de vinila
• Genética
• Doenças pulmonares
• Alimentação
 
5.2 Câncer nos pulmões: Sintomas
 
O sintoma mais comum é falta de ar. Se você sente falta de ar seguidamente, mesmo quando está em repouso, ou você está constantemente bufando, isso pode indicar câncer de pulmão. Se a falta de ar for resultado de infecção nas vias aéreas que não reagem à medicação, isso também pode ser um aviso.
 
Outros sintomas:
 
• Tosse contínua e catarro com sangue
• Dor aguda no peito ou ombro ao respirar fundo
• Inchaço no pescoço, particularmente nos nódulos linfáticos
• Dificuldade para engolir
• Sonolência
 
6. Câncer de estomago
O câncer de estômago surge em forma de crescimento do tecido da parede do estômago, que, mais tarde, se espalha pelos nódulos linfáticos e órgãos que ficam próximos do estômago. As causas deste câncer são desconhecidas. Esta espécie de câncer é mais comum entre pessoas com idade acima dos 65 anos.
 
6.1 Câncer de estômago: Fatores de risco e causas
 
Não se sabe ao certo o que causa a doença, porém existe uma forte correlação entre a infecção pelo H. pilory (uma bactéria que causa infecções estomacais, uma dieta rica em sal e alimentos defumados e em conserva e o desenvolvimento do câncer de estômago. Veja alguns dos principais fatores de risco apontados pelos médicos:
 
• Alimentação à base de defumados, alimentos em conserva e sal
• Uma dieta pobre em frutas, legumes e vegetais
• Infecção por Helicobacter pylori
• Inflamação no estômago a longo prazo
• Tabagismo
• Anemia perniciosa
 
6.2 Câncer de estômago: Sintomas
 
Nós podemos passar por flutuações de peso ao longo da vida, sejam planejadas ou não. Porém, uma repentina e sensível perda de peso sem mudança de estilo de vida pode indicar câncer de estômago.
 
 
Outros sintomas:
 
• Falta de apetite
• Perda de peso
• Dor abdominal
• Desconforto na região abdominal
• Azia e indigestão
• Náuseas e vômitos com ou sem sangue
• Sangue nas fezes ou fezes negras
 
7. Câncer na boca
Aumento de volume na cavidade oral, na língua, lábios ou gengivas, bem como nas glândulas salivares e amígdalas são comuns em casos de câncer na boca. Se houver metástase, a doença atingirá o sistema linfático, bem como a cabeça e pulmões. 
 
7.1 Câncer na boca: Fatores de risco e causas
 
Esta espécie de câncer é mais comum em homens acima de 40 anos do que em mulheres, e parar de fumar e reduzir o consumo de bebidas alcoólicas pode diminuir drasticamente a ocorrência desse mal. Outros fatores de risco são:
 
• Tabagismo
• Alcoolismo
• Vírus de papiloma humano
• Gênero
• Idade
• Radiação Ultravioleta
• Dieta baixa em frutas e vegetais
• Baixa imunidade
• Genética
• Irritações na dentadura
• Antissépticos bucais com alto teor de álcool
 
7.2 Câncer na boca: Sintomas
 
Muitas pessoas têm, ocasionalmente, feridas na boca, que podem ser causadas por estresse, mudanças climáticas ou sistema imunológico comprometido. Nos casos em que estas feridas não curam após um período de 3 semanas, há a possibilidade de ocorrência de câncer.
 
Outros sintomas:
 
• Manchas vermelhas ou brancas na cavidade oral
• Dor inexplicável na boca ou ouvidos
• Mau hálito
• Caroço inexplicável na garganta
• Dor de garganta intensa
• Rouquidão e dificuldade para engolir
• Inchaço e sangramento na boca
• Dificuldade em falar e engolir
• Mudança da cor dos lábios, gengivas, língua e parte interna das bochechas.
 
?8. Câncer na garganta
O crescimento das cordas vocais e nas paredes da garganta são sintomas de câncer, que pode se espalhar para o esôfago, pescoço e nódulos linfáticos. A mudança para um estilo de vida mais saudável, deixando de fumar e de consumir bebidas alcoólicas pode reduzir drasticamente o risco de desenvolver esse tipo de câncer.
 
8.1 Câncer na garganta: Fatores de risco e causas
 
O tabagismo é o fator de risco mais importante para o câncer de garganta, o que significa que os fumantes têm chances muito maiores do que não fumantes. Além disso, a doença é cerca de 4 vezes mais comum em homens do que em mulheres. Conheça outros fatores significativos do câncer na garganta:
 
• Tabagismo e alcoolismo combinados
• Má nutrição
• Infecção pelo vírus do HPV
• Síndromes genéticas
• Exposições ocupacionais: profissionais expostos ao pó da madeira, produtos químicos da metalurgia, petróleo, amianto, entre outros.
• Refluxo gastroesofágico
• Gênero
 
8.2 Câncer na garganta: Sintomas
 
Qualquer inflamação ou caroço que você notar que persistem por mais de 3 semanas pode ser sintomas de câncer na garganta. Não importa se o inchaço/caroço seja dolorido ou não, e nem o seu tamanho. Contate logo o seu médico.
Dor no esôfago e dificuldade para engolir
Quando engolimos comida, ela vai para o estômago através do esôfago. Se você estiver sentindo dificuldade para deglutir alimento ou sente dor ao fazer isso, ou sente como se a comida tivesse empacado no esôfago sem ir adiante, consulte o seu médico.
 
Outros sintomas:
 
• Rouquidão
• Tosse persistente
• Vômitos frequentes
• Tosse crônica ou tosse com sangue
• Perda de peso inexplicada
 
9. Câncer de próstata
 
Este câncer é um tumor maligno na glândula chamada próstata, que pertence ao sistema reprodutivo masculino e localiza-se perto da bexiga. É um câncer que, quando diagnosticado cedo, pode ser tratado e há boas possibilidades de cura.
 
9.1 Câncer de próstata: Fatores de risco e causas
 
O câncer de próstata é um dos tipos mais comuns de câncer entre os homens, especialmente entre os que já passaram dos 50 anos de idade. Curiosamente, o câncer de próstata é mais frequente em homens de ascendência africana do que de outras raças, no entanto, esses motivos ainda não estão esclarecidos. Veja outros fatores de risco:
 
• Idade
• Histórico familiar
• Genética
• Dieta rica em carne vermelha e laticínios tem chance ligeiramente maior
• Obesidade
• Tabagismo
• DSTs
• Vasectomia
• Inflamação da próstata
 
9.2 Câncer de próstata: Sintomas
 
Um dos problemas mais comuns aos homens, quando envelhecem, é a dificuldade para urinar. Entretanto, este também é um sintoma comum do câncer de próstata e, portanto, não deve ser ignorado apenas porque você tem uma certa idade. Problemas como urinar com muita frequência, ou para expelir a urina, ou não ser capaz de retê-la - podem ser sintomas desse tipo de câncer.
 
Outros sintomas:
 
• Sangue na urina
• Sensação de ardência ao urinar
• Sangue no sêmen
• Urinar frequentemente
• Disfunção erétil
• Dor no quadril, costas, coxas ou outros ossos se a doença disseminou