Matéria publicada no site www.averdadesufocada.com em 18/05/2012
Matéria publicada no site www.averdadesufocada.com em 18/05/2012

18/05 - Esquenta o clima no setor militar

18 de maio de 2012

Carlos Chagas - Tribuna da Imprensa - 18/05/2012
Não há como tapar o sol com a peneira: é tenso o clima nas forças armadas, depois do discurso da presidente Dilma Rousseff na solenidade de instalação da Comissão da Verdade. A turma da reserva faz espuma, mas são os contingentes da ativa, com oficiais-generais à frente, que mais se ressentem dos conceitos exarados pela chefe do governo. Em especial quando ela afirmou não haver perdão para os autores de crimes como tortura, sequestro, assassinato e ocultação de cadáveres.
Texto completo

18/05 - Militares da reserva pedem que comissão ouça os dois lados
18 de maio de 2012
Ex-militares (?) pedem que comissão ouça os dois lados
Por Guilherme Serodio | Do Rio - Valor Econômico - 18/05/2012
Os representantes dos clubes Naval, Militar e da Aeronáutica veem a criação da Comissão da Verdade com desconfiança e acreditam que ela tenha caráter revanchista. Após reunião realizada ontem, os presidentes dos três clubes pediram em nota que a comissão ouça também "ex-militantes".
"Os militares eles já vão ouvir em termos de acusação, mas os militantes também têm que sentar na cadeira lá para dizer o que fizeram", diz o presidente do Clube Naval, vice-almirante reservista Ricardo Veiga Cabral.
Texto completo

18/05 - A hora é essa , estão no poder, com a faca e o queijo na mão...

18 de maio de 2012

Por Maria Joseita Silva Brilhante Ustra
Nada se perde, tudo se aproveita para doutrinar o povo
Uma notícia velha noticiada no site www.averdadesufocada.com há mais de 5 anos (leia aqui) será explorada, em pleno lançamento da Comissão da verdade, com pompa e circunstância para doutrinar o povo.
Segundo O Globo de 18/05/2012, "Um pedido de desculpas oficial do governo do Rio às vítimas da ditadura ocorrerá em 4 de julho, às 16 horas, no Estádio Caio Martins, em Niterói, na Região Metropolitana ."
Texto completo

18/05 - Comissão da Verdade é ‘moeda falsa’, diz general


18 de maio de 2012

PorTânia Monteiro - O Estado de S. Paulo - 18/05/2012
Aos 91 anos, Leônidas Pires, ex-ministro do governo Sarney, mostra indignação e diz que Exército está sendo ‘sumariamente julgado’
Ex-ministro do Exército do governo José Sarney, o general da reserva Leônidas Pires Gonçalves atacou a presidente Dilma Rousseff e a Comissão da Verdade instalada na quarta-feira, em solenidade no Palácio do Planalto, classificando-a de “uma moeda falsa, que só tem um lado” e de “completamente extemporânea”.
Texto completo

18/05 - Sonhos de um guerreiro

18 de maio de 2012

Nelson Motta
O Estado de S. Paulo - 18/05/2012

O policiamento se esforça para conter a multidão que cerca o Supremo Tribunal Federal gritando "Dirceu guerreiro/do povo brasileiro". A condenação de José Dirceu como chefe da quadrilha do mensalão está dividindo os votos dos ministros do STF e um clamor por justiça se alastra pelo país como um rastilho de pólvora. Frotas de ônibus começam a chegar à Praça dos Três Poderes trazendo legiões de caras- pintadas da UNE que se juntam a milhares de sem-terra que marcham sobre Brasília vindos do Planalto Central.
Texto completo


18/05 - Comissão da Verdade para quê?


18 de maio de 2012

João Mellão Neto
O Estado de S. Paulo - 18/05/2012
O termo, em si, já causa calafrios. Que verdade seria essa que a recém-nomeada comissão de sete membros - a maioria de esquerda, mas dotada de currículo respeitável - pretende apurar? Por suas primeiras declarações se percebe que haverá muitos atritos no seio desse colegiado e a maior parte deles permanecerá insanável.
Texto completo

18/05 - Investigação, só dos crimes praticados pela ditadura

18 de maio de 2012

Por Carlos Chagas - Tribuna da Imprensa
Coube ao locutor que apresentou a cerimônia, ontem, a fundamental definição sobre a Comissão da Verdade, então instalada: “seu objetivo será de apurar as violações aos direitos humanos cometidas pelo Estado brasileiro, até hoje não esclarecidas”.
O anônimo personagem foi mais claro do que os oradores ouvidos a seguir, mesmo a presidente Dilma.
Texto completo
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar