Reação dos Senadores do PDT e as notas da oposição e dos governistas (íntegra das 2)
http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2012/09/21/senadores-do-pdt-declaram-se-contra-nota-assinada-por-lupi-oposicao-nao-e-golpista/

Senadores do PDT declaram-se contra nota assinada por Lupi: ‘oposição não é golpista’


DO BLOG DE JOSIAS DE SOUZA

Presidente do PDT federal, Carlos Lupi rubricou a nota do PT com críticas à oposição sem consultar o partido. Estrelas da legenda, os senadores Pedro Taques e Cristovam Buarque decidiram desautorizá-lo. Foram acompanhados pelo deputado José Antonio Reguffe.Em carta dirigida a Lupi nesta sexta (21), os senadores e o deputado anotaram: “Foi com surpresa que tomamos conhecimento pela mídia de uma nota que você assinou em nome do nosso partido, denunciando o que seria comportamento golpista por parte da oposição e do uso de matérias em jornais e revistas.”
Acrescentaram: “Gostaríamos de ter sido consultados antes desta nota assinada em nosso nome. […] Seríamos contra. Para não deixar dúvidas, Taques e Cristovam esmuiçaram num par de tópicos as divergências em relação ao texto endossado por Lupi.
1. “Não vemos gesto golpista por trás das falas da oposição [PSDB, DEM e PPS], nem das matérias na imprensa. Além de ser um direito inerente às oposiç?es fazerem críticas, em nenhum momento tocaram na presidenta Dilma…”
2. “As referências a press?es sobre os ministros do STF passam imagem de desrespeito ao Poder Judiciário, que nesse momento vem desempenhando um importante trabalho, reconhecido pela opinião pública como decisivo na luta pela ética na politica…”
A nota que irritou Taques, Cristovam e Reguffe foi articulada pelo PT. Além de Lupi, endossaram-na os presidentes do PMDB, Valdir Raupp; do PSB, Eduarco Campos; do PCdoB, Renato Rabelo; e do PRB, Marcos Pereira. No texto, os dirigentes das legendas acusam a oposição de golpismo por exigir explicações de Lula sobre o mensalão.

- Atualização feita às 23h11 desta sexta (21): A nota de solidariedade a Lula ateou insatisfação noutras legendas governistas. Entre elas o
PMDB.

http://www.psdb.org.br/nota-a-imprensa-oposicao-pede-esclarecimentos-a-lula/

18/ 09/ 2012 as 3:20 pm
NOTA À IMPRENSA – Oposição cobra esclarecimentos de Lula



As revelações feitas pela revista Veja, no fim de semana, sobre o possível envolvimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no comando do escândalo que hoje conhecemos como “MENSALÃO”, exigem explicações imediatas e a apuração por todos os meios legais.

Por isso mesmo é que estranhamos o silêncio ensurdecedor do ex-presidente Lula, que deveria ser o maior interessado em prestar esclarecimentos sobre fatos que o envolvem diretamente.

Já não surte mais efeito, especialmente depois que o Supremo Tribunal Federal comprovou a existência do MENSALÃO e já condena mensaleiros, a tese defendida pelo PT, de que tudo não passava de uma farsa montada pela imprensa e pela oposição para derrubar o governo Lula.

O ex-presidente já não está mais no comando do país, mas nem por isso pode se eximir das responsabilidades dos oito anos em que governou o Brasil, ainda mais quando há suspeitas que pesam sobre o seu comportamento no maior escândalo de corrupção da história da República.

A gravidade das revelações da revista Veja impõe que ela torne públicos os elementos que sustentam a matéria “Os segredos de Marcos Valério”.

A oposição fará a sua parte e encerrado o julgamento em curso no STF cobrará a investigação dos fatos ao Ministério Público.

Os brasileiros exigem que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva venha a público prestar esclarecimentos em nome da responsabilidade do cargo que ocupou.

Brasília, 18 de setembro de 2012
Deputado Sérgio Guerra (PE), presidente nacional do PSDB
Senador José Agripino Maia (RN), presidente nacional do Democratas
Deputado Roberto Freire (SP), presidente nacional do PPS

http://www.pt.org.br/noticias/view/nota_a_sociedade_brasileira_pt_psb_pmdb_pcdob_pdt_e_prb

20/09/12 - 13h20
Nota à sociedade brasileira - PT, PSB, PMDB, PCdoB, PDT e PRB
(Arte: Cielito Rebelatto/PT)



Partidos divulgam nota em defesa do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva

O PT, PSB, PMDB, PCdoB, PDT e PRB, representados pelos seus presidentes nacionais, repudiam de forma veemente a ação de dirigentes do PSDB, DEM e PPS que, em nota, tentaram comprometer a honra e a dignidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Valendo-se de fantasiosa matéria veiculada pela Revista Veja, pretendem transformar em verdade o amontoado de invencionices colecionado a partir de fontes sem identificação.

As forças conservadoras revelam-se dispostas a qualquer aventura. Não hesitam em recorrer a práticas golpistas, à calúnia e à difamação, à denúncia sem prova.

O gesto é fruto do desespero diante das derrotas seguidamente infligidas a eles pelo eleitorado brasileiro. Impotentes, tentam fazer política à margem do processo eleitoral, base e fundamento da democracia representativa, que não hesitam em golpear sempre que seus interesses são contrariados.

Assim foi em 1954, quando inventaram um “mar de lama” para afastar Getúlio Vargas. Assim foi em 1964, quando derrubaram Jango para levar o País a 21 anos de ditadura. O que querem agora é barrar e reverter o processo de mudanças iniciado por Lula, que colocou o Brasil na rota do desenvolvimento com distribuição de renda, incorporando à cidadania milhões de brasileiros marginalizados, e buscou inserção soberana na cena global, após anos de submissão a interesses externos.

Os partidos da oposição tentam apenas confundir a opinião pública. Quando pressionam a mais alta Corte do País, o STF, estão preocupados em fazer da ação penal 470 um julgamento político, para golpear a democracia e reverter as conquistas que marcaram a gestão do presidente Lula .

A mesquinharia será, mais uma vez, rejeitada pelo povo.

Rui Falcão, PT

Eduardo Campos, PSB

Valdir Raupp, PMDB

Renato Rabelo, PCdoB

Carlos Lupi, PDT

Marcos Pereira, PRB.

Brasília, 20 de setembro de 2012.
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar