Image

Folha de S.Paulo
eleições hoje

Haddad e Bolsonaro reagem à revelação de ação de empresas no WhatsApp
O dia foi de grande repercussão de reportagem da Folha mostrando que empresas estão comprando pacotes de mensagens contra o PT nas eleições. O candidato Jair Bolsonaro (PSL) disse não ter controle sobre o tema. "Eu não tenho controle se tem empresário simpático a mim fazendo isso. Eu sei que fere a legislação. Mas eu não tenho controle, não tenho como saber e tomar providência", afirmou. Ele sugeriu ainda que essas ações possam estar sendo feitas por pessoas de esquerda para prejudicá-lo. O PT entrou com pedido de investigação judicial no TSE. "O presente caso trata do abuso de poder econômico e uso indevida dos veículos e meios de comunicação digital perpetrados pelos representados, uma vez que estariam beneficiando-se diretamente da contratação de empresas de disparos de mensagens em massa, configurando condutas vedadas pela legislação eleitoral", diz trecho da ação.
hadad
'Basta prender um empresário e vão entregar a quadrilha toda', diz Haddad
Para o petista, Bolsonaro tentou fraudar a eleição e deve deixar a disputa para Presidência

PT também foi acusado de pagar por propaganda eleitoral ilegal no Twitter e no Facebook
PDT questionará resultado de eleição presidencial por suspeita de irregularidade
Empresário repercute reportagem da Folha e promete resposta em rede social
bolso

Liberais de Bolsonaro querem 'golden shares' para destravar privatização com militares
Tese é que ações especiais, usadas na venda de Embraer e Vale, podem quebrar resistência dos militares
Mourão diz que Previdência é carro-chefe do governo Bolsonaro
Câmara pagou voos para filho de Bolsonaro treinar tiro em Santa Catarina

O advogado Jorge Béja escreveu, recentemente, na ‘Tribuna da Internet’, um instigante quão importante artigo, de teor esotérico e místico-religioso, de título: “Seria Bolsonaro a realização do sonho-visão que Dom Bosco teve em 1883?”
Em apertada síntese, diga-se que o italiano João Melchior Bosco, canonizado pela Igreja Católica, em 1934, foi o fundador da Pia Sociedade São Francisco de Sales (trata-se da Congregação Salesiana, a terceira maior do mundo, sob a direção dos padres salesianos, que se dedicam ao ensino, em inúmeros países, inclusive no Brasil, como também o fazem outras congregações religiosas como as dos maristas, beneditinos, jesuítas etc). São Dom Bosco tinha sonhos proféticos, visões, vaticínios e premonições, que a voz de um anjo lhe transmitia, sistematicamente por ele mesmo anotados, após o estado de vigília (e que foram transcritos em livros) e sempre confirmados! Dom Bosco ficou conhecido, em face de seus dons transcendentais e metafísicos, como ‘o maior vidente do século XIX’.
Ele deixou bem narrado um sonho-visão (em agosto de 1883), quando em ‘viagem pela América do Sul’, “in verbis”: “Entre os graus 15 e 20, ali havia uma enseada larga, que partia de um ponto onde se formava um lago. Nesse momento ouvi uma voz, que dizia repetidamente: quando se vierem a escavar as minas escondidas em meio a estes montes, aparecerá aqui a Terra Prometida, onde verterá leite e mel. Será uma riqueza inconcebível”. Diga-se que no Atlas Mundial, é o exato local geográfico (entre os paralelos 15 e 20 graus Sul) onde, mais tarde, seria construída Brasília - a Capital do Brasil, cognominada, sob viés prospectivo, de “A Capital da Esperança” (!) -, inaugurada em 21 de abril de 1960. A propósito, em face de o Santo vidente ter antevisto a Capital Federal, ele é, por decreto do Vaticano, “Co-Padroeiro” da cidade, juntamente com Nossa Senhora da Conceição Aparecida, denominação da Catedral Metropolitana, obra de Oscar Niemeyer, simplesmente Nossa Senhora Aparecida (que também é a “Padroeira do Brasil” e ostenta os títulos de “Rainha do Brasil” e de “Generalíssima do Exército Brasileiro”, titulação esta que lhe foi outorgada pelo presidente Costa e Silva, em Aparecida do Norte (SP), em 15 de agosto de 1967, quando da celebração dos 250 anos da aparição da imagem da Santa negra). Quanto ao Santo italiano, são famosos, em Brasília, a sua belíssima Igreja e a monumental Ermida Dom Bosco, também um projeto de Niemeyer, erguida à beira do lago Paranoá, em sua devoção. Eis ainda alguns excertos do que São João Bosco deixou escrito, concernente à época de sua onírica profecia se tornar realidade: “Quando?”, ele perguntou. E a voz lhe respondeu: “Antes que passe a segunda geração. A presente geração não conta. Será uma outra, depois outra. Cada geração corresponde a sessenta anos”. O autor fez as contas, de acordo com o escrito de Dom Bosco: a primeira geração (a que não se conta) terminou em 1943; a segunda findou-se em 2003 e vivemos, hoje, na geração em que o sonho-visão pode se realizar, e que se extinguirá em 2063.
E eis o notável epílogo que o articulista dá a seu excelente trabalho: “Seja qual for o candidato eleito, dele o povo espera que conheça o sonho de Dom Bosco e o concretize para todo o sempre.
E se o eleito for mesmo o candidato Bolsonaro, há um indicativo bastante animador e marcado por esperança. Dom Bosco ou São João Bosco chamava-se João Melchior Bosco. E o Bolsonaro, além de Messias, tem no nome as mesmas iniciais do Santo: Jair Messias Bolsonaro (JMB)!!!”
A matéria merece, no mínimo, em nosso entender, profunda reflexão dos brasileiros, mesmo que profitentes de diversas confissões religiosas...
Coronel Manoel Soriano Neto – Historiador Militar.

É isso que queremos de volta para o Brasil? DIVULGUEM!!
"A Nossa Bandeira Jamais Será Vermelha!"
"BRASIL ACIMA DE TUDO!
DEUS ACIMA DE TODOS!"


 

É isso que queremos de volta para o Brasil? DIVULGUEM!!
"A Nossa Bandeira Jamais Será Vermelha!"
"BRASIL ACIMA DE TUDO!
DEUS ACIMA DE TODOS!"


Página 1 de 289